• CONTENT
Seja um Associado

comunicação

Institucionais 19/07/2021 - por NTC&Logística

Nota Oficial: Posicionamento da NTC&Logística sobre o DT-e

Emissão será obrigação do MINFRA, que poderá delegar a outro órgão público ou a particular, uma entidade geradora

Nota Oficial: Posicionamento da NTC&Logística sobre o DT-e

A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 1.051/2021, que cria o DT-e, na forma de substitutivo apresentado pelo relator Deputado Jerônimo Goergen que aperfeiçoa a Medida enviada pelo Poder Executivo. A NTC sempre defendeu a criação do DT-e como documento único de porte obrigatório do transporte, substituindo todos os que são hoje exigidos, inclusive licenças e documentos fiscais. O DT-e criado não será o único documento de transporte. Ao menos não será exigido em papel o porte obrigatório. Será exigida sua a emissão por meio digital, permitida a consulta e fiscalização online.

A emissão do DT-e será obrigação do MINFRA que poderá delegar a outro órgão público ou a particular, uma entidade geradora, mediante concessão. Embora digital acarretará a obrigação de sua geração e inclusão de informações relativas ao transporte, logo gerando custos, inclusive a com a cobrança de tarifas pelo órgão emissor. As tarifas serão fixadas pelo Executivo, por DT-e emitido.

A geração do DT-e será uma obrigação do embarcador, do proprietário da carga e da empresa transportadora, conforme a situação. Cabe ao gerador fornecer e registar as informações cadastrais, contratuais, logísticas, de segurança, ambientais, comerciais, de pagamento, inclusive valor do frete e dos seguros. A Lei estabelece que deverá ser assegurado o sigilo bancário, comercial e fiscal das informações, obrigando se seja efetuada segregação das informações de forma a permitir a cada um acesso apenas aos dados relativos ao contrato em que seja parte.

Sendo a operação de transporte realizada por ETC, sem a subcontratação de TAC, a geração do DT-e será livremente acordada entre as partes. Ou seja, poderá ser gerada pelo embarcador ou pela transportadora. Havendo a emissão do DT-e pelo embarcador e a subcontratação de TAC a ETC deverá anotar a subcontratação no DT-e emitido.

O transporte de carga fracionada terá o DT-e gerado pela ETC, sendo um único para toda a operação. Haverá dispensa de geração do DT-e na coleta de carga destinada a consolidação e na entrega da carga após transferência e desconsolidação. Os custos do DT-e serão cobrados de forma rateada dos embarcadores. A ETC poderá usar sistema próprio para a geração do DT-e, ou contratar uma Geradora. O DT-e poderá ser utilizado como fatura, inclusive para cessão de crédito, pela ETC e pelo TAC.

O substitutivo aprovado inclui previsão de transformação significativa para o transportador: aponta para a eliminação gradativa da obrigatoriedade do porte de papel, adotando-se exclusivamente do DT-e. Inicialmente transformando o DT-e em portal único de acesso e registro de todas as licenças no âmbito federal, sem o porte obrigatório de qualquer delas. Em segundo momento mediante convênios com Estados e Municípios acena com a substituição inclusive de documentos fiscais no prazo de 12 meses de assinatura do convênio.

A concretização dessa transformação dependerá da participação dos Estados e alterações na legislação respectivas. A implementação do DT-e dependerá de regulamentação a ser elaborada pelo Poder Executivo, na qual definirá inclusive um cronograma a ser seguido.

Brasília, 16 de julho de 2021.

Associação Nacional do Transporte de Carga e Logística (NTC&Logística)

leia mais

tv setcepar

COMJOVEM PARANÁ COMJOVEM PARANÁ
Responsabilidade no TRC Responsabilidade no TRC
Multas ANTT Multas ANTT

ANUNCIE - Conheça os veículos, formatos e valores

Café da Manhã

Durante todo o ano o Sindicato realiza diversos Cafés da manhã em parceria com algumas empresas, na ocasião produtos e serviços são apresentados às empresas associadas e/ou ligadas à elas.
Em um ambiente mais informal, aproximadamente 80 participantes apreciam a marca apresentada enquanto saboreiam um delicioso e completo café da manhã.
O Evento acontece na Sede do Sindicato, que conta com a estrutura de um moderno salão de eventos. Investindo apenas R$4.000,00, incluindo o café da manhã e todos os serviços, a empresa contratante terá a preocupação em apenas apresentar-se.

Conheça os veículos disponiveis

Café da Manhã

Durante todo o ano o Sindicato realiza diversos Cafés da manhã em parceria com algumas empresas, na ocasião produtos e serviços são apresentados às empresas associadas e/ou ligadas à elas.
Em um ambiente mais informal, aproximadamente 80 participantes apreciam a marca apresentada enquanto saboreiam um delicioso e completo café da manhã.
O Evento acontece na Sede do Sindicato, que conta com a estrutura de um moderno salão de eventos. Investindo apenas R$4.000,00, incluindo o café da manhã e todos os serviços, a empresa contratante terá a preocupação em apenas apresentar-se.

Boletim Impresso

Anuncie no Boletim Setcepar
O Boletim Setcepar faz parte das publicações realizadas pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Estado do Paraná aos transportadores, sindicatos, federações, associações de classe entre outros. Os anúncios serão acompanhados de matérias jornalísticas sobre o segmento de transporte de cargas.

Valores dos Anúncios
2º Capa (contra capa): R$2.750,00
3º Capa: R$2.530,00
4º Capa: R$3.300,00
Página: R$2.200,00
Meia Página: R$1.800,00
Um quarto de página: R$1.500,00
Página Dupla: R$3.850,00

Os valores dos anúncios não incluem o design e a produção do anúncio. É responsabilidade do anunciante entregar o material gráfico para sua publicação na sede do Setcepar ou enviar para o e-mail: relacoespublicas@setcepar.com.br
Podem ser estudados valores diferenciados para veiculação anual. Obs.: anúncios sangrados observar mais 5 mm de margem para corte Especificações
Tiragem 5.000 exemplares
Veiculação Mensal
Impressão em alta qualidade OFF-SET 4X4 cores em policromia
Papel Reciclado.
*Para mais informações entre em contato conosco através do telefone (41) 3014-5151.